Vários especialistas em tecnologia acreditam que a impressão 3D vai revolucionar a moda, dando aos consumidores a possibilidade de personalizar e fabricar suas próprias roupas em casa. O designer Masaharu Ono da Free-D é conhecido no Japão por sua abordagem criativa para a moda impressa em 3D. Ele está colaborando com  a empresa japonesa Started a linha de roupas AMIMONO, que é um novo método para tricotar fios de um material elástico através de impressora 3D.

A ideia foi criar um produto que parecesse malha, e o que você vê no vídeo é um colete com filamentos interligados como um tricô, que é sobreposto sobre outras roupas de tecido comum. Masaharu Ono explica que a equipe foi capaz de fazer o colete com modelagem 3D, criando um algoritmo especial que foi usado para criar uma malha de plástico sem costuras. Usando o polímero flexível TPU num processo bastante complexo, Ono e sua equipe foram capazes de fornecer um novo nível de elasticidade, criando uma roupa que realmente parece um pano.

AMIMONO : O primeiro material elástico de impressão 3D que simula tricô stylo urbano

Este novo material e método de impressão 3D permite algo muito diferente das roupas de plástico comuns que são impressas em placas e depois montadas. A moda AMIMONO é tecida da mesma forma que uma blusa de lã, de acordo com a Started.

O material oferece flexibilidade incomum graças ao polímero TPU, permitindo a rigidez desejada juntamente com a capacidade de expansão e contração, bem como dobrabilidade. O colete é só uma peça conceito até agora, mas mostra a elegância e versatilidade da tecnologia que também oferece a oportunidade de personalização de material. Embora esse colete sem emenda de malha impressa 3D seja incrível, a sua implementação na fabricação de moda levanta dúvidas.

O projeto AMIMONO como o MODECLIX, está tentando reproduzir em polímeros plásticos o que as máquinas de tricô 3D automatizadas já vem fazendo há vários anos com sucesso, criar roupas de malha sem costura de forma personalizada, fabricadas localmente sem poluição e desperdício. Tentar reproduzir em impressão 3D o que já se faz perfeitamente em tricô 3D parece uma “reinvenção da roda”. A união dessas duas tecnologias, uma que imprime estruturas complexas em 3D com a outra que tricota malha flexível, pode criar produtos incríveis como o novo tênis da Adidas Futurecraft 3D.

Uma forma mais inovadora da impressão 3D ser utilizada na fabricação de roupas seria o que a empresa Tamicare vem pesquisando à anos, produzir roupas em massa utilizando pistola de pulverização.

DEIXE UMA RESPOSTA