Quão inteligente pode ser uma cueca? A fabricante canadense de tecnologia vestível Myant apresentou Skiin, uma plataforma para roupas conectadas. O seu primeiro produto de consumo? Roupa íntima inteligente. Posicionando-se como “a primeira roupa íntima inteligente do mundo”, a Skiin aproveita os sensores de ECG, o tricô robotizado e o aprendizado de máquinas para oferecer dois modelos de cuecas masculinas que rastreiam tudo desde seu coração e taxa de respiração aos níveis de hidratação e gordura corporal.

Até agora, um dos principais obstáculos com tecnologia portátil é o uso contínuo  pois é difícil obter informações sobre a biometria e o bem-estar quando você pára de usar seu rastreador de pulso por dez dias. Por causa disso os fabricantes se voltaram para os tecidos como uma alternativa. Embora a roupa conectada possa parecer uma solução simples, ela possui alguns desafios como os acessórios volumosos sobre o tecido, lavabilidade e duração da bateria.

Além de ser lavável em máquina, a bateria da Skiin dura 24 horas e pode ser carregada sem fio. Os usuários só precisam retirar o pod da tira elástica na cintura e colocá-lo próximo ao carregador. Por enquanto, o pod tem um processador volumoso que se encaixa na faixa da cueca, mas a empresa diz que planeja reduzir seu tamanho ao longo do tempo e, eventualmente, eliminar completamente a necessidade de uma bateria separada.

Conheça Skiin, a primeira linha de roupa intima inteligente do mundo stylo urbano-1

A proposta da Skiin é evoluir a roupa e empurrá-la para a era digital, e eles esperam criar uma plataforma de informática têxtil que possa ser usada por outros desenvolvedores para criar aplicativos únicos dependendo das necessidades das pessoas. Assim, por exemplo, um tecido para diabéticos pode ser programado de forma diferente de um tecido para levantamento de peso ou resistência, com seus próprios alertas e disparadores personalizados.

De acordo com Tony Chahine, o CEO da Myant, a cueca inteligente será vendida em embalagens de sete com dois pods eletrônicos intercambiáveis ​​e um carregador sem fio. Este kit de iniciação será comercializado por cerca de US $ 300. A linha é composta de cueca masculina e calcinha feminina.

É fantástico a ideia de roupas íntimas de alta tecnologia, mas a Skiin tem muitos desafios à frente como o medo das pessoas com a segurança. A empresa afirma que seus produtos são seguros para uso em relação aos genitais, e até mesmo afirmam que o tecido inclui um escudo que protege o usuário de outras emissões nocivas. Além disso, eles prometem que a informação biométrica gerada pelo uso da cueca Skiin é anonimizada e armazenada em particular, garantindo que os dados permaneçam nas mãos dos usuários.

Conheça Skiin, a primeira linha de roupa intima inteligente do mundo stylo urbano-2

DEIXE UMA RESPOSTA