Existem dois tipos de resíduos criados quando você compra um produto. Excesso de pré-consumo é o material desperdiçado no processo de fabricação de um item para venda e consumo. Excesso de pós-consumo é o que sobra depois de consumir o produto adquirido: a embalagem, o próprio item ou outros itens que sobraram. Os resíduos que criamos podem gerar uma fonte infinita de recursos através da reciclagem e upcycling, transformamos coisas velhas  em coisas novas, sem sobrecarregar o meio ambiente.

Isso permite uma diminuição da exploração dos recursos naturais e, muitas vezes, é um processo mais barato do que a produção de um material a partir da matéria-prima bruta. No processo de upcycling reaproveitamos retalhos de tecidos que sobram da fabricação para criar novos produtos de moda sem gastar água e energia no processo. Foi pensando em com aproveitar essa matéria prima “pré e pós” consumo que novas empresas estão surgindo focadas na economia circular.

Empresas lucram com upcycling criando novas roupas e acessórios feitos de artigos descartados stylo urbano-1

A marca canadense de moda upcycling Preloved resgata cerca de 100.000 suéteres todos os anos, muitos dos quais foram destinados ao aterro. No vídeo abaixo, a fundadora da marca, Julia Grieve, explica como a empresa desconstrói blusas indesejadas e as reutiliza, misturando-as com outros tecidos novos e não usados vindo de “casas de pano”, criando novas peças elegantes que definitivamente não vão ser jogadas nas profundezas mais obscuras do guarda-roupa.

A Preloved fabrica toda sua coleção upcycling de malharia feminina, masculina, decoração para casa e linha de acessórios e jeans no Canadá, gerando empregos locais e garantindo que os trabalhadores são bem tratados e pagos de forma justa.

Looptworks é especializada em utilizar upcycling para resgatar resíduos de couro, retalhos de tecidos que sobram na fabricação têxtil e tecidos de estofamento de carros e aviões para criar novos produtos exclusivos como bolsas, carteiras, mochilas e roupas. A grande sacada da empresa foi aproveitar os resíduos para criar um negócio lucrativo feito em circuito fechado para dar uma segunda vida a produtos usados que seriam jogados no lixo.

O negócio está dando muito certo pois cresceu 150% em 2015 e a expectativa é de manter esse número esse ano. Um dos fatores de sucesso da marca é sua parceria com grandes empresas pois elas têm que cumprir compromissos ambientais, mas, muitas vezes, não sabem como reaproveitar seus resíduos. É aí que entra a Looptworks.

Empresas lucram com upcycling criando novas roupas e acessórios feitos de artigos descartados stylo urbano-2

Os estilistas adaptam seus desenhos para os retalhos de tecido que a Looptworks encontra nas fábricas com práticas de trabalho justas o mais próximo possível da fábrica têxtil, muitas vezes na Malásia, Indonésia ou a Índia. Uma vez que apenas pequenas quantidades de tecido estão disponíveis, a maioria dos itens são de edições limitadas; cada peça tem uma etiqueta oval que apresenta a sua história de upcycling e um número de produção.

A empresa acabou de receber o prêmio IE Awards voltado as marcas de luxo que investem em sustentabilidade de seus produtos. No vídeo abaixo o Co-fundador Gary Peck discute a emergência de se utilizar o upcycling no excesso de fabricação têxtil na indústria de vestuário para criar edições limitadas de roupas premium. Gary Peck e sua empresa querem liderar o caminho para uma mudança global na indústria com a mensagem de “usar o que já está lá.

Uma quantidade impressionante de roupas de grandes marcas acabam indo parar nos aterros sanitários, seja através de devoluções, pequenos danos ou excesso de produção de itens. O número estimado é a de que 12,7 milhões de toneladas de materiais têxteis acabam em aterros a cada ano. É frustrante para os consumidores, varejistas e as próprias marcas, e está é a razão da The Renewal Workshop.

A equipe por trás do projeto está em uma missão para evitar que as roupas novas vão parar no lixo, então eles estão indo direto à fonte, as próprias grandes marcas. Através da parceria com estas marcas, a The Renewal Workshop é capaz de receber todos os itens que, de outra forma acabam em aterros sanitários. Os itens vão para sua fábrica onde serão reparadas e limpas para ficarem o mais  apresentável possível.

Depois de receber um bom trato, a roupa será eventualmente vendida na oficina de reparação a um preço bem camarada, o que parece ser um bom negócio para todo mundo. Para expandir seu negócio, a empresa está numa campanha de financiamento no Indiegogo para ajudar a pagar novos equipamentos para assim continuar com sua missão de agradar ao cliente.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA