Você usaria um tecido feito de gelatina? Pesquisadores do Laboratório de Materiais Funcionais na Universidade ETH em Zurique, Suíça, desenvolveram uma nova maneira de criar fibras de resíduos de matadouros. Suas fibras são de alta qualidade, tem um brilho atraente em comparação com lã natural, e fornece excelente isolamento.

De acordo com os pesquisadores da ETH, 90 milhões de toneladas de fibras são comercializadas em todo o mundo pela indústria da moda e os tecidos à base de petroquímica como o poliéster e nylon respondem por quase dois terços desse valor. As fibras naturais, como algodão e lã estão perdendo terreno contra os sintéticos, apesar de serem ambientalmente superiores por serem biodegradáveis.

A patente de fibras têxteis feitas a partir de gelatina foi feita primeiramente em 1894, mas o surgimento das fibras sintéticas fez com que as fibras de proteínas biológicas saíssem do mercado. Mas ao longo dos últimos anos, tem havido um aumento na demanda por fibras naturais produzidos a partir de recursos renováveis, utilizando matéria prima reciclada.

A fibra de lã merino, por exemplo, tem experimentado um renascimento na moda esportiva de alto desempenho. E há alguns anos atrás, uma jovem empresária na Alemanha começou a fazer tecidos de alta qualidade de caseína de leite azedo chamado QMilk, e recentemente a designer holandesa Jalila Essaïdi criou toda uma linha de tecidos cuja celulose foi retirada do esterco de vacas.

Estudante cria nova fibra para tecidos feita de gelatina retirada de músculos e ossos stylo urbano-1

Philipp Stössel, um estudante de PhD no Laboratório de Materiais Funcionais na ETH, já desenvolveu um novo método de obtenção de fibras de alta qualidade a partir de gelatina. O componente principal da gelatina é o colágeno e grandes quantidades de colágeno são encontradas nos resíduos de pele, ossos e tendões de animais nos matadouros. Este colágeno encontrado nos resíduos dos matadouros podem ser facilmente convertidos em gelatina e essa nova técnica poderia proporcionar um uso adicional para as sobras agrícolas.

A gelatina processada a partir da pele, ossos e tendões é tratada com ácidos fortes ou alcalinos, e é extraída em vários passos de aquecimento. Um solvente orgânico é adicionado a solução de gelatina, e a proteína resultante pode então ser efetivamente fiada em fio para se fazer tecidos. A massa de proteína inicialmente sem forma é canalizada através de tubos que empurram para fora os filamentos que passam sobre dois rolos revestidos de teflon. Estes filamentos são então tecidos numa estrutura têxtil.

Estudante cria nova fibra para tecidos feita de gelatina retirada de músculos e ossos stylo urbano-2

O fio de gelatina feito por Philipp Stössel foi tecido numa luva que se mostrou mais suave do que a fibra de lã natural por causa de sua superfície lisa, dando a fibra de gelatina um brilho atraente. As fibras também tem ótima capacidade de isolamento. A única vantagem da fibra de lã de ovelha natural em comparação a fibra de gelatina é a sua resistência à água, mas Philipp Stössel está trabalhando em maneiras de melhorar isso e tornar a fibra de gelatina altamente resistente.

Usar uma roupa cujo tecido foi derivado de resíduos de carne e ossos pode parecer um pouco macabro, mas o que devemos levar em conta é a reciclagem das toneladas de resíduos que são gerados nos matadouros do mundo todo. Só na Europa, cerca de 25 milhões de toneladas de resíduos são produzidos a cada ano. A ideia por trás da pesquisa de Philipp Stoessel não é a de promover o consumo de carne, mas reciclar os resíduos gerados pela indústria alimentar, aproveitando tudo do animal que foi abatido. E ele está certo.

No caso de você não saber, as balas de goma e todos os tipos de produtos de gelatina são feitos com colágeno retirado das peles de animais e ossos. O vídeo abaixo conta a história invertida de como doces feitos de gelatina são realmente produzidos até chegar ao porco vivo.

No futuro, os tecidos feitos de resíduos de carne e ossos poderiam ser vistos como uma evolução da vida sustentável. Afinal de contas, se você come um hambúrguer feito de carne de vaca, por que não usar uma roupa feita a partir de seus resíduos? Você teria nojo? Então veja abaixo o gráfico que ilustra todos os produtos industrializados que fazem parte de sua vida e que tem ingredientes de animais em sua composição. A sua inocente pasta de dente tem ingredientes de animais.

Quem já experimentou sorvetes, pudins, iogurtes, bolachas, bolos, geleias, gomas de mascar, sucos, licores e demais delícias industrializadas de cor rosa ou vermelha, entre outras coisas já comeu também cochonilha, um pigmento de vermelho intenso feito com Dactylopius Coccus, um inseto mexicano. Esse mesmo inseto é utilizado há séculos para o tingimento natural de tecidos orgânicos. Veja nos links a seguir todos os alimentos que você come e produtos que utiliza que tem ingredientes de animais. (1, 2, 3, 4 e 5). Se você é um vegano, sua vida é uma ilusão.

produtos-a-base-de-gado-min

DEIXE UMA RESPOSTA