Os especialistas em tecnologia acreditam que o futuro da indústria eletrônica são os wearables (vestíveis) que podemos carregar junto ao corpo. Com a descoberta de novas baterias e materiais flexíveis e condutores, as telas dos dispositivos eletrônicos terão a espessura de uma folha de papel ou menos. As lentes dos óculos e até mesmo as lentes de contato utilizarão a tecnologia de realidade aumentada, que sobrepõe informações virtuais sobre as imagens do mundo real.

Essas lentes “biônicas” que estão sendo desenvolvidas pela Microsoft e pela Samsung em parceria com o Google, utilizam microcâmeras bem em cima da íris, que poderão projetar imagens e vídeos diante dos olhos, e terão uma conexão bluetooth à internet e ao smartphone, que seria o controlador remoto das lentes. Isso pode até parecer um dos episódios de ficção científica da série Black Mirror mas será algo comum em 2026.

A Netflx fez uma brincadeira com o “Vista”, uma lente de contato que funciona conectada a um chip implantado atrás da orelha e dá a capacidade de rever as memórias não só na própria visão, como também em outros dispositivos como a televisão, computador, smartphone. O vídeo do “Vista” foi feito para divulgar a série Black Mirror. Confira:

Os próximos modelos de smartphones serão super finos e flexíveis sendo utilizados no pulso como braceletes inteligentes conectados via bluetooth com as lentes biônicas. Elas também poderão fotografar e filmar qualquer cena da sua vida em alta definição e salvar direto na memória do seu celular, facilitando a postagem rápida nas redes sociais. Para tirar as fotos, bastaria piscar os olhos e para manipular os gráficos suspensos diante dos olhos, é só mover os mãos sobre eles.

Lentes de contato com realidade aumentada criarão nossa "Visão do Futuro" stylo urbano

Sendo a quinta maior empresa de serviços de TI do mundo, prestando serviços às empresas usuárias de tecnologia, a NTT Data lançou uma série de vídeos mostrando um futuro onde o Big Data (megadados) desempenham um papel proeminente em nossas vidas conectadas. Para visualizar e comunicar esse enorme potencial, uma série de curtas-metragens apresenta como a internet das coisas, realidade aumentada e inteligência artificial vão se tornar parte integrante da nossa vida em 2026. Para visualizar todas essas informações em tempo real serão utilizados as lentes biônicas e o smartphone.

As roupas esportivas do futuro farão o monitoramento biométrico dos exercícios físicos através de minúsculos sensores inteligentes inseridos nos tecidos. Essas roupas avançados estarão conectadas via  bluetooth ao smartphone e mostrarão pelas lentes biônicas a fadiga muscular e os níveis de glicose no sangue, sugerindo o regime de treinamento mais adequado. Se as funções cardíacas precisarem de reforço, o sistema irá alertar o que deve ser feito para atingir os objetivos pessoais de fitness. A gamificação contribuirá para a experiência, oferecendo benefícios de saúde aprimorados e um treinamento mais envolvente e revigorante.

Comprar na loja no futuro será uma experiência adaptada para você. Seu perfil será reconhecido assim que entrar na loja e um assistente virtual irá cumprimentá-lo e oferecer recomendações precisas com base no seu histórico anterior de compras e na tecnologia preditiva. Dados impulsionam a experiência e permite que você se conecte aos seus amigos através das mídias sociais para que possam ajudá-lo a tomar uma decisão sobre a sua roupa. O pagamento é feito biometricamente sem nenhum dinheiro ou cartões de crédito.

No futuro graças as lentes com realidade aumentada, não precisaremos mais de televisores nem projetores tradicionais pois iremos assistir e interagir a tudo de forma mais imersiva. Neste exemplo, a NTT DATA demonstra como um espectador pode até sentir o que o golfista sente e também receber e rever informações relevantes em tempo real. Espera-se que estes serviços envolventes evoluam nas próximas duas décadas, combinando conteúdo reativo com tecnologia sensorial e abrindo novas áreas de crescimento de negócios.

As compras feitas em casa no futuro serão aumentadas e simplificadas pela tecnologia. Os serviços conduzidos por dados facilitarão não só o pagamento e a compra, mas também as simulações holográficas, como por exemplo, um modelo de sofá pode ser escolhido para que você possa “mudar o tamanho e cor” e avaliar itens antes de comprar. Informações detalhadas sobre os produtos e o saldo de sua conta bancária estarão facilmente acessíveis e a tecnologia poderá personalizar o produto com base em seu perfil biométrico e dados, tornando a compra em casa uma experiência altamente conveniente e otimizada.

O futuro do trabalho será definido por experiências virtuais e flexíveis em ambientes de trabalho não confinados. Se você estiver em uma viagem de negócios ou trabalhando em casa, os sistemas processarão e entregarão os dados em um nível avançado através de serviços em nuvem conectados ao seu smartphone e lentes. Trocar documentos e se comunicar será mais sofisticado, assim você pode facilmente interagir com seus colegas do outro lado do mundo. Como pode ver, as possibilidades dessas tecnologias são enormes e vão mudar completamente a forma como vemos o mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA