A Levi passou os últimos nove anos aperfeiçoando técnicas de lavanderia industrial para reduzir a utilização de água para fazer um par de jeans ou uma jaqueta jeans. Agora eles decidiram tornar de código aberto toda a tecnologia desenvolvida pela empresa. Se todo mundo adotar, eles dizem que o setor vai economizar 50 bilhões de litros de água. A moda é a segunda indústria do mundo no consumo e desperdício de água.

Quando a Levi analisou o consumo de água de um par de jeans Levi 501 em 2007, o cálculo do impacto ambiental de todas as etapas do ciclo de vida desde o plantio de algodão, fabricação, lavanderia até o uso pelo consumidor, um único par de jeans gastava 3.781 litros de água.

A empresa começou a tentar baixar esse número. As equipes de produção e desenvolvimento começaram a desenvolver uma lista com formas alternativas de poupar água para fabricar jeans. Para uma calça jeans ficar com uma cara de usada por exemplo, geralmente envolve um monte de água e detergente. Mas eles perceberam que era possível obter o mesmo resultado com gás ozônio e apenas um dedal de água.

Em alguns casos, eles foram capazes de a água usada no processo de acabamento têxtil em 96%. Eles chamaram a nova linha “Water Less”, e lançou no mercado. Cinco anos depois, a empresa diz que salvou mais de um bilhão de litros de água. “Nossos fornecedores amaram porque poupavam dinheiro com isso”, diz Michael Kobori, vice-presidente de sustentabilidade da empresa. “Eles usam menos água, eles usam menos energia para aquecer a água, para que eles possam realmente economizar nos custos de produção.

Levi compartilha sua tecnologia de lavanderia industrial para diminuir o consumo mundial de água stylo urbano

A empresa convidou recentemente 20 concorrentes para conhecer seu Levi’s Eureka Innovation Lab que é o laboratório de testes em San Francisco, onde a Levi Strauss & Co. desenvolve todos os seus novos produtos e essa foi a primeira vez que uma outra marca conseguiu por seus pés lá dentro. A equipe de produção da Levi desenvolveu 21 técnicas diferentes que podem reproduzir cores específicas, ou um efeito especial, com menos água. Na oficina que realizaram para seus concorrentes, eles entregaram as instruções de lavanderia, e trouxeram um fornecedor para explicar como funcionava na fábrica.

No final de 2015, 28% dos produtos da Levi foram feitos usando menos água. Em 2020, a meta da empresa é chegar aos 80%.

Agora, cada novo produto desenvolvido no laboratório de inovação utiliza as novas técnicas. A empresa está trabalhando para mudar alguns produtos mais antigos. “Nós continuamos a aprender mais a cada ano, a cada temporada”, diz Kobori. Quase um quarto da água utilizada no ciclo de vida de um par de jeans vem após o jeans ser fabricado, quando você o lava na máquina de lavar. A Levi também vem tentando influenciar os consumidores, colocando na tag das peças os dizeres: “lave menos, lave com água fria, lave a seco, doe quando não for mais necessário.”

Você não precisa lavar seu jeans a cada vez que você usa”, diz Kobori. “Na verdade, se você esperar e lavar somente após cada 10 usos, você pode economizar 50% da água que um consumidor comum usa para lavar seu jeans.

A empresa também compra algodão da Better Cotton Initiative, um programa que trabalha com produtores de algodão e os ensina a usar menos água e menos pesticidas. No Paquistão, um país que luta com a seca, os agricultores que fazem parte da iniciativa utilizam até 18% menos água. Eles também aprendem a aumentar o rendimento e em alguns casos, os agricultores fazem 45% mais do que eles fizeram antes.

Em 2020, a Levi vai comprar 100% de algodão sustentável, que eles definem como o algodão da Better Cotton Initiative ou algodão reciclado. O algodão reciclado é o próximo desafio de reciclagem das fibras naturais, pois na reciclagem mecânica atual, a fibra perde a força, mas a empresa está desenvolvendo formas de aumentar a percentagem de algodão reciclado em suas roupas. Se o algodão for reciclado, pode maciçamente reduzir a quantidade de água necessária para produzi-lo.

Eles também estão tentando construir um circuito fechado: Quando você descarta seu jeans, agora você pode doá-lo para reciclagem em uma loja de Levi. Algumas dessas calças jeans podem ir direto para outros consumidores.

“Nós, na verdade, começamos a pegar algumas dessas Levis descartadas e as redirecionamos, embelezando-as um pouco, e na verdade, revendendo-as como de fosse uma Levi vintage”, diz Kobori. “Obviamente, as pessoas gostam disso, porque é legal ter essas velhas peças Levis desgastadas. Mas do ponto de vista da sustentabilidade, também é ótimo, porque continuamos a estender a vida útil do produto. Neste mundo dominado pelo fast fashion, estamos na verdade nos tornando uma marca de slow fashion.”

A Levi está esperando que as outras empresas a siga. “Toda esta questão do uso e desperdício da água na moda é grande, e se podemos fazer alguma coisa, obviamente, podemos ter um impacto ainda maior se tivermos outras pessoas envolvidas”, finalizou Michael Kobori, vice-presidente de sustentabilidade da Levi. Pare saber mais sobre a história das calças Levi`s acesse aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA