A estilista Sonia Rykiel abriu sua primeira loja conceito em Paris simultâneamente ao seu desfile de inverno 2015, e não é nenhum exagero dizer que parece mais uma livraria. 50.000 livros, para ser exato, estão à disposição do cliente para ler, nos dois andares da loja, que poderia muito bem ser uma biblioteca chique para os endinheirados clientes da marca, ou para os amantes da leitura parisienses em busca de uma pausa no meio-dia.

Sonia transformou o espaço em um café/biblioteca, muito além das araras. O design é do artista e grafiteiro André Saraiva e do diretor de arte Thomas Lenthal. A loja presta homenagem à sua localização, o lendário Boulevard St. Germain, em Paris, epicentro da rica história literária da cidade, mas onde a literatura impressa, previsivelmente, começou a cair vítima da era digital.

Aqui, os livros têm precedência sobre as roupas, com pilhas e mais pilhas de livros dispostos em prateleiras de madeira deslizantes que já aparecem na entrada, contrapondo-se visualmente com as brilhantes paredes vermelho-sangue do mezanino onde ficam as roupas e acessórios. “Precisamos da história tanto quanto precisamos da moda“, diz a estilista. “Eu não estou dizendo que nós abrimos uma biblioteca, mas talvez existam maneiras de misturar essas idéias.” Uma mistura muito legal e inteligente não concorda? Um luxo!

Gostou dessa loja de moda que parece uma livraria? Deixe seu comentário.

DEIXE UMA RESPOSTA