Moda e arte se complementam nas coleções de alta-costura da primavera/verão 2015. Nos desfiles femininos das grandes grifes internacionais em Paris, Milão, Londres e Nova York, estampas, texturas, padronagens e superfícies têxteis mostram toda uma riqueza de detalhes impressionantes que transformam a vestimenta em uma obra de arte. Alta-costura (do francês haute couture) refere-se à criação em escala artesanal de modelos exclusivos, frequentemente bordados exclusivos com pedrarias e metais preciosos, vendidos por altos preços para clientes abastados.

O preço de um vestido de alta-costura, assinado por um estilista iniciante, não custa menos do que 15.000 euros, e para modelos bordados, chegam a custar a bagatela de 45.000 euros. Numa grande maison, o preço dobra. Alta-costura requer matéria prima de alta qualidade, perfeccionismo nos detalhes e acabamentos e muito bom gosto. O estilista pode alçar voos maiores sem ficar preso aos custos pois é uma moda que vende sonhos em forma de roupas exclusivas para milionárias. Trabalhar para uma clientela seleta que não reclama de preço é um sonho para qualquer estilista. E viva o luxo!

A fusão da moda e arte na alta-costura é um luxo não? Deixe seu comentário.

3 Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA