A sustentabilidade não é uma “tendência passageira” mas uma necessidade urgente que todos os setores da indústria e da sociedade vão ter que focar para resolver todo o desperdício e problemas sócio-ambientais causados pela obsolescência programada. Temos que criar metas e objetivos para orientar a sociedade em geral a criar um mundo melhor para se viver, principalmente para as próximas gerações, e para isso é necessário a colaboração de todos, se quisermos chegar perto de alcançar essas metas.

Significativamente, esses objetivos podem ser aplicados à indústria da moda pois é uma das maiores empregadoras, produtoras e poluidoras da indústria global, e a moda toca a todos, desde aqueles que a produzem para aqueles que a usam. Como tal, todos nós temos um papel a desempenhar para garantir que a indústria da moda se torne mais limpa e mais justa.

O que a sustentabilidade significa para a moda: os seus fabricantes, criadores, compradores e usuários stylo urbano - 1

O algodão e o poliéster representam anualmente mais de 80% da produção têxtil mundial e isso foi por causa da influência das grandes redes de fast fashion, e por causa disso, estamos em um ponto crítico na diminuição dos recursos naturais, esgotamento da água potável e sua contaminação, perda de fertilidade do solo, e a utilização excessiva de pesticidas e fertilizantes sintéticos e uma longa dependência do petróleo desde a criação de plásticos, fibras sintéticas e muito mais. Isso está afetando comunidades e economias, bem como o nosso planeta e seus recursos.

É possível contribuir para alterar essa problemática causada principalmente pela indústria predatória do fast fashion. Depois do sucesso da 5ª edição da feira Future Fabrics Expo que aconteceu em Setembro em Londres, a The Sustainable Angle criadora da feira foi convidada a apresentar uma gama de materiais sustentáveis com visão de futuro para a moda esportiva e casual na INSPIRE, uma vitrine de sustentabilidade e inovação no ISPO Munique em janeiro 2016 focado no tema da Economia Circular. A ideia da ISPO 2016 é reunir as marcas de moda e a comunidade para inspirar e apresentar as melhores realizações sobre sustentabilidade na indústria.

O que a sustentabilidade significa para a moda: os seus fabricantes, criadores, compradores e usuários stylo urbano - 2

A INSPIRE vai reunir marcas, fornecedores, recicladores e fabricantes em uma abordagem interdisciplinar. Destina-se ainda mais para atrair aqueles que estão à procura de respostas, serviços e inovações através de palestras e workshops para criar um futuro da moda mais ética e sustentável.

A 5ª edição da Future Fabrics Expo apresentou uma vitrine com cerca de 1500 produtos entre malharia, tecido plano, jeans, couro e aviamentos de mais de 80 fornecedores, com informações sobre sustentabilidade exibido para cada empresa e material. Essa feira é um “cala boca” naqueles que dizem que a moda sustentável é “moda Hippie” pois tem poucas variedades de tecidos, materiais e cores.

A The Sustainable Angle passou anos pesquisando, explorando e apresentando algumas alternativas sustentáveis para o algodão e o poliéster, com uma crescente coleção de belos tecidos de todo o mundo feitos a partir de algodão orgânico cultivado sem o uso de produtos químicos, fibras liberianas como cânhamo e linho, que podem ser cultivadas com pouca ou nenhuma química ou água, e as inovações incluindo alternativas como tecidos de poliéster reciclado e couro feito de refugos de fibra de folha de abacaxi.

Há várias alternativas de matérias primas maravilhosas disponíveis para as empresas utilizarem em suas coleções e ajudar a mudar a cara da moda. Para que isso aconteça é primordial que a indústria têxtil se mova e comece a pesquisar e apresentar novas alternativas sustentáveis para substituir a hegemonia do algodão tradicional e do poliéster virgem e principalmente, que as confecções apoiem essas iniciativas comprando seus produtos. A indústria têxtil brasileira poderia investir no nicho de tecidos feitos de refugos de alimentos e materiais pós-industrializados descartados pois seria uma ótima forma de fugir da concorrência dos tecidos importados “Made in China”.

Da próxima vez que você está pensando em projetar, fazer, comprar ou usar alguma coisa, você absolutamente tem o poder de ajudar a contribuir para estas metas.

O que a sustentabilidade significa para a moda: os seus fabricantes, criadores, compradores e usuários stylo urbano - 3

DEIXE UMA RESPOSTA