Toneladas de resíduos plástico estão contaminando a vida marinha nos oceanos e por tabela os pássaros e seres humanos e isso é um grande problema, mas felizmente muitas pessoas criativas estão bolando maneiras de resolver essa situação insustentável. A startup americana ByFusion desenvolveu uma tecnologia de tijolo ecológico reciclando os plásticos retirados dos oceanos.

Desta forma, os resíduos de plástico podem ser reutilizados de forma permanente, em vez de serem usados para criar outro item de plástico descartável que pode acabar de volta nos mares. A tecnologia foi uma ideia genial do inventor e engenheiro neozelandês Peter Lewis, e seu processo envolve uma plataforma modular que comprime os restos de plástico em blocos duráveis de várias formas e densidades, com base nas configurações personalizadas para serem encaixados como blocos de Lego.

O tijolo plástico reciclado se chama REPLAST, e seu sistema de fabricação é portátil pois vem dentro de um container e pode ser transportado por caminhão e navio para qualquer lugar do mundo, e foi projetado para rodar com gás ou elétrico, e não precisa que o plástico seja classificado ou lavado.

REPLAST o tijolo ecológico feito de plásticos retirados dos oceanos stylo urbano

A ByFusion descreve o REPLAST como um processo de fabricação sem emissões de CO2 e não-tóxico, e diz que os tijolos podem ajudar a melhorar a sustentabilidade de projetos de construção e contribuir para a certificação LEED. Até agora, os blocos de plástico reciclado foram concebidos para serem utilizados em paredes e barreiras de estrada, mas a empresa está aberta a personalização do material de construção para uso em outros tipos de projetos como casas e edifícios.

Não necessitando de cola ou adesivos, os tijolos ecológicos REPLAST poderiam representar a próxima onda de construção sustentável, uma vez que são totalmente reciclados a partir de resíduos de plástico recolhidos (sem discriminação para o tipo de plástico) e têm emissões de CO2 95% mais baixos do que os blocos de concreto tradicional. Devido à natureza dos detritos de plástico, os blocos são muito mais coloridos, também. O vídeo abaixo mostra a construção de uma parede com o simples encaixe dos tijolos de plástico.

11 Comentários

  1. estou fazendo um trabalho da faculdade a respeito de material reciclavel achei interessante gostaria que vc me enviasse mais material pra mim como custo pra producao e videos mais completos empregabilidade

  2. Tive uma casinha de cachorro feita deste material. A idéia parece boa, mas a superfície, que é bastante irregular, junta muita sujeira (e impregna de cheiro), e como é feita de materiais plásticos, não há como recobrir a superfície para melhorar sua limpeza. O cachorro roeu toda a parede, e finalmente joguei fora. No vídeo mostram que cobrem a parede destes tijolos com cimento, com o auxílio de uma tela de arame_ mas eu duvido que aquilo não desgrude dos tijolos em pouco tempo… Achei a iniciativa interessante, mas acho que ainda falta mais pesquisa para melhorar sua aplicação. Além de que vc corre o risco de estar importando o lixo alheio…

  3. Ótima ideia!! ! Com certeza será sucesso, algumas empresas poderão aderir se a essa ideia é separar até garrafas transparentes para paredes luminosas ou mesmo com transparência…muito legal. Parabéns ao super engenheiro!! !

  4. O tijolo não fica à mostra em construções civis, sempre existe uma barreira de cimento, massa etc… como o cimento não é inflamável, provavelmente os tijolos de plásticos estão protegidos contra o fogo Patrícia!

DEIXE UMA RESPOSTA