Visando explorar um mercado em potencial, o empresário de tecnologia 3D, Francisco Toledo, fundou a iTeleport para trazer ao Brasil uma nova solução na visualização de ambientes. O objetivo da startup é permitir que os usuários vivenciem virtualmente ambientes diversos, com elevada sensação de realismo sem ter de sair de casa ou do escritório e o melhor de tudo é que os clientes podem ter uma experiência mais realista utilizando óculos de realidade virtual.

Francisco foi vencedor da versão brasileira da Demo – principal concurso de startups do Vale do Silício nos Estados Unidos – com sua primeira empresa que se propunha a utilizar realidade virtual para engenharia e arquitetura, criando visualizações interativas de imóveis antes de eles ficarem prontos. Toledo observou a crescente adesão pela tecnologia de digitalização 3D e, desta forma, decidiu trazer para o Brasil um modelo já bem sucedido em diversos países.

Para que a visualização em 360º seja completa, é utilizado um sensor infravermelho, mais compacto e financeiramente mais acessível do que as soluções a laser. Em média, imóveis mobiliados com cerca de 100 metros quadrados podem ser processados e digitalizados para 3D em 2 horas.

A tecnologia permite que as visitas virtuais sejam feitas diretamente no site por meio de computadores, smartphones e até óculos de realidade virtual. O recurso tem atraído a atenção em especial do mercado imobiliário, principalmente de sites de aluguel e venda, imobiliárias e incorporadoras. A experiência também chama a atenção de museus que querem abrir parte de seu acervo e, assim, possibilitar que mais visitantes se interessem pela visita presencial.

Não tem outra, a realidade virtual e a realidade aumentada vão revolucionar enormemente todas as áreas da indústria e comércio e até 2025 essas tecnologias vão ser tão comuns como os smartphones são hoje. Todo mundo vai ter.

Fonte: arcoweb

Startup brasileira utiliza tecnologia 3D para conquistar o mercado imobiliário stylo urbano-1 Startup brasileira utiliza tecnologia 3D para conquistar o mercado imobiliário stylo urbano-2

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA