Num futuro próximo, nossas roupas serão capazes de fazer coisas antes inimagináveis, como “pensar e sentir”. Os tecidos que usamos permaneceram funcionalmente inalterados durante milhares de anos, mas graças aos recentes avanços em materiais, fibras e processos de fabricação, em breve iremos projetar e usar tecidos que veem, ouvem, sentem, comunicam, armazenam e convertem a energia, regulam a temperatura, monitoram a saúde e mudam de cor, anunciando o início da “revolução dos tecido.” Você está preparado para essa nova era da moda inteligente?

Essa revolução da “Indústria da moda 4.0” irá transformar as fibras, fios e tecidos tradicionais em produtos e sistemas altamente sofisticados, integrados e em rede. Você pode guardar seu smartphone no bolso, mas e se o bolso em si fosse inteligente? Genevieve Dion, uma ex-estilista de alta costura é a diretora do Shima Seiki Haute Technology Laboratory no ExCITe Center da Universidade de Drexel nos EUA.

Em suas pesquisas, Geneviève imagina novos tecidos e técnicas que usam tecnologia útil em roupas inteligentes que contêm sensores e outros eletrônicos portáteis. Imagine uma roupa de maternidade que monitore a saúde da mãe e do bebê ou uma camiseta que amplifique seu sinal WiFi?

É no laboratório da Shima Seiki Haute Technology Laboratory que as máquinas têxteis estão tricotando o futuro. O laboratório de última geração aberto em 2012, realiza pesquisas multidisciplinares sobre tecidos inteligentes e tecnologias portáteis, com forte apoio de parceiros industriais. O foco da pesquisa de Genevieve é desenvolver processos que permitam a metamorfose do tecido em formas tridimensionais.

Ela explora a personalização em massa e métodos de produção modulares para fabricar componentes eletrônicos diretamente na estrutura da malha e assim tecer roupas sem costura através das máquinas de tricô 3D da Shima Seiki. Seu objetivo é o de criar tecnologia portátil que seja perfeitamente integrada nas nossas roupas, capacitando os estilistas e pesquisadores a criarem novos produtos que podem ser aplicados na produção em massa. Genevieve Dion falou sobre a tecnologia vestível numa palestra do TED.

A estilista Pauline van Dongen pesquisa a interação do corpo humano com os tecidos tecnológicos. Trabalhando em estreita colaboração com empresas na área da ciência e da inovação, Pauline pretende fundir a moda e a tecnologia dando vida às criações científicas. Depois de se formar na ArtMe, Academy of the Arts em Arnhem, na Holanda, ela começou sua própria marca de moda em 2010.

Pauline opera uma meticulosa pesquisa sobre o comportamento de materiais experimentais e de alta tecnologia, combinando novas tecnologias com técnicas tradicionais para renovar constantemente o artesanato. Pauline explora a estética da alta tecnologia infundida nas roupas e a integração de diferentes conhecimentos para a realização de seus projetos de vanguarda.

Wearable Solar Dress é um exemplo de tecnologia vestível que integra células solares em roupas e Mesopic, uma jaqueta emissora de luz criada em colaboração com a Philips. Para obter uma melhor visão do setor de tecnologia vestivel, Pauline agora está envolvida num programa de doutorado chamado Crafting Wearable 2013-2017, em colaboração com a Universidade de Eindhoven. A seguir, Pauline fala sobre suas pesquisas com moda inteligente.

DEIXE UMA RESPOSTA